O número de instituições com o 1º ciclo de psicologia teve o seu pico em 2007 (37), tendo-se, desde então, verificado um decréscimo gradual. Já em 2013, verificou-se uma alteração desta tendência.

As primeiras licenciaturas em Psicologia em Portugal foram criadas após a mudança de regime político, mas os primeiros licencia-dos apenas concluíram a sua formação a partir de 1980 e durante essa década o número de licenciaturas manteve-se estável. Foi apenas na década de 90 que começámos a assistir à criação de novas licenciaturas, elevando-se o número destas para 10 em 1995.

O crescimento acentuou-se bastante desde aí, atingido 23 licenciaturas no ano de 2000. Este crescimento prolongou-se durante a primeira metade da década anterior chegando a 35 licenciaturas em 2005. A partir do ano de 2004, Portugal passou a deter mais licenciaturas em Psicologia do que a Espanha. Durante os últimos anos temos assistido a uma ligeira redução no número de instituições com cursos de Psicologia em funcionamento, após um pico de 37 em 2007, diminuíram para 34 em 2010, 32 em 2011 e 29 em 2012. Já em 2013, este número voltou a aumentar para 31, ,tendo-se mantido o mesmo valor no ano de 2014.

Referências